domingo, 8 de setembro de 2013

Também é confortável pensar assim



"Sometimes we need to stop analyzing the past, stop planning the future, stop figuring out precisely how we feel, stop deciding exactly what we want, and just see what happens."
Carrie Bradshaw



Um dia disseram-me que sou muito conformista. Que deixo as coisas andarem e andarem, e depois aceito simplesmente o que me acontece e as consequências disso. É uma forma de não ter de tomar determinadas decisões. 
Não digo que concorde, não tenho propriamente problemas em tomar decisões. Mas a verdade é que às vezes vou adiando e adiando até não poder mais e há coisas que acontecem naturalmente. De qualquer das formas, às vezes gosto de pensar como a Carrie Bradshaw.

4 comentários:

Marii disse...

Eu sou precisamente o oposto :p
Odeio quando as coisas me fogem do controlo, mas infelizmente( ou felizmente, ainda não sei), a maior parte das coisas não se podem planear.
Há que esperar para ver. E essa espera mata-me ;)

RedStar disse...

Está a acontecer-me isso com o curso que vou escolher para a Universidade...faltam 2 anos e eu nao faço a minima ideia do que quero ser, mas não me quero forçar a decidir já e a planear já tudo. Vou deixar a vida andar e ver onde me leva, há de surgir algo que realmente me interesse :)

Aricia disse...

Eu não gosto lá muito de ser conformista.

Amy ☮ disse...

gosto da frase! eu gosto muito de planear as coisas mas geralmente não acontecem como planeei :/