terça-feira, 22 de outubro de 2013

Palpites de mãe


Se há coisa que não gosto é que me mandem palpites quando estou a conduzir. E sou a primeira a admitir que não sou uma condutora de excelência, para além de que tenho carta há pouco mais de meio ano. Mas safo-me! Desde que tirei carta que vou para todo o lado, sejam cidades grandes ou pequenas, e nunca aconteceu nada. Até aconteceu, mas isso são outras histórias a revelar noutro post. 
Acho que nesse campo, a minha mãe, ao contrário do que é normal, é muito pior que o meu pai. Quando vai comigo passa o tempo todo a mandar-me andar mais devagar, a avisar-me de que se aproxima uma rotunda ou de qualquer pessoa que esteja a caminhar na beira da estrada. Deve ser para o caso de eu não ver o que está à minha frente. E tem sido assim, desde a primeira vez que conduzi na presença dela. E não vejo indícios de melhorias.

2 comentários:

JS disse...

Isso é bom... para quebrar a concentração.
Prega-lhe um susto, tipo apontas o carro a uma árvore, finges que quase vais bater e dizer que a culpa é dela, que te põe nervosa. Lool
Se calhar nem tem carta, mas gosta de dar palpites. ahahah

rita margarida. disse...

que sorte já tens a carta, eu já posso começar a fazer a teoria mas só aos 18 anos é que posso fazer a pratica mas estou mortinha para começar a conduzir ;) e isso da tua mãe é normal porque a minha faz o mesmo com o meu irmão, mas se calhar nem tanto como a tua mãe xd
r: sim a partir dos 15/16 ja tens de ter uma ideia fixa do que queres. Claro que vou, passar o dia todo com animais o que posso pedir de melhor? ahaha, obrigada linda :)