sábado, 16 de novembro de 2013

Há-de ser sempre um assunto controverso


Em conversa com a Amy falava da adopção por homossexuais. Eu em parte concordo. Não sei se é por andar a ver séries americanas onde isso é algo normal, dentre as quais glee em que a protagonista da série é criada por um casal de homossexuais, ou até por ter lido um livro que li há pouco tempo que abordava essa questão. A verdade é que tenho a mente aberta a esses assuntos e se por acaso me aparecesse uma criança que dissesse que tinha dois pais ou duas mães não ía fazer qualquer tipo de juízo de valor. Acho que é muito mais vantajoso para a criança em termos de afecto ser criada por duas pessoas que a amam incondicionalmente do que numa instituição em que é tudo tão pobre em sentimentos.
Apesar disto também reconheço que ainda há muita gente que não pensa assim. E se calhar o nosso país também ainda não está preparado para esse passo.

E vocês o que pensam sobre isto?

5 comentários:

A. M. disse...

eu concordo contigo!

JS disse...

Penso mais ou menos como tu. Não tanto pelos adultos, mas as crianças por vezes são muito cruéis e não quero imaginar uma criança nessa situação a ter colegas de escola constantemente a magoá-la.
De resto, não acho que num casal homossexual haja mais riscos para a criança. Está provado que a maior parte das agressões sexuais a menores, dão-se no seio de família ditas "normais" e de sangue. :\

Mariana disse...

Eu concordo a 100% com a adopção por casais homossexuais. Principalmente porque nunca vi nenhum argumento contra que me convencesse. O que importa é o amor, como focaste, e as crianças não vão ficar automaticamente homossexuais, visto muitos homossexuais virem de famílias hetero. Cá em Portugal, (penso que) é permitido a adopção por famílias monoparentais. Pelo que pode acontecer de uma criança ser adoptada por uma mulher (ou homem) frustradíssima com o sexo oposto e criar um filho da mesma forma. O que quero dizer é que há sempre vantagens e desvantagens (se é que se posse pôr assim nestes termos) em qualquer tipo de família. Por isso, sé é permitido a adopção por famílias monoparentais, para mim faz todo o sentido que também o seja por casais homossexuais.

A disse...

Eu concordo contigo :)

Amy ☮ disse...

andei a pensar muito nisto ultimamente por causa da nossa conversa e cheguei a um acordo: eu sou a favor. muitas pessoas vêm com o argumento que se um rapaz é criado por uma família de gays, então vai ser gay também e... estupidez! a única coisa que me metia com o pé atrás era de gozarem com a criança, que ainda por cima era adotada (ou seja, podia ficar revoltada por para além de ter sido abandonada, também sofre quando é adotada), por ter duas mães ou dois pais. mas eu acho que enquanto não se enfrentar isso, vai sempre haver aquele preconceito e portanto, nada melhor do que enfrentar para parar de julgar o que não se vive. :)

r: true story, sis! xD
é chato! não se sente mas a comer, a falar e assim, "empata" um bocadinho :/
um dia leva com um pneu furado que nem sabe onde se meter :c
mas se o rapaz... perdão, o homem, não fez até agora que já tem uma carecada notável, não deve fazer daqui para a frente x)
ahahahaha isso foi o que a sofia disse, "tinha de passar uma p*ta nos castings" xD