terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Devaneios


Eu não quero ouvir, juro que não. Não quero ouvir as pessoas dizerem-me que não estou a ser coerente e que devia ponderar melhor a minha decisão. Eu própria tenho consciência de que podemos estar apenas a piorar a situação, que podemos ficar ainda mais ligados depois destes dias sem ter mudado a parte em que temos obrigatoriamente de continuar separados. E a ideia do "podemos fingir que não sabemos que não é para sempre" é muito bonita quando não estão implicados sentimentos. O que não é o caso.
Como tu disseste, "talvez seja pelo que nos une que ainda não arranjamos ninguém", mesmo depois de quase 2 anos, mas continuo sem saber até onde é que isto nos vai levar.Claro que há sempre uma remota possibilidade de um dia ainda podermos voltar a tentar (digo tentar no verdadeiro sentido da palavra), mas ambos sabemos o quanto remota ela é.
Hoje estou determinada a ir ter contigo daqui a menos de 2 semanas. E espero que com o aproximar da data não comece a colocar pelo menos isso em causa.

1 comentário:

A. M. disse...

faz o que achas melhor para ti :)