domingo, 5 de janeiro de 2014

Ainda sobre ele


Uma das primeiras coisas que lhe disse quando cheguei foi que depois daqueles 3 dias intensivos um com o outro íamos colocar um ponto final na nossa história e que íamos ficar curados um do outro para 2014. E embora o tenha dito na brincadeira, a verdade é que no fundo tinha a esperança de que isso acontecesse. Sei lá, nunca tinha passado tanto tempo seguido com ele, podia-se tornar uma convivência insuportável, podíamos ambos notar que o sentimento já não estava tão forte como era no início. 
Não foi isso que aconteceu. Foram 3 dias que me mostraram o porquê de ainda estar apaixonada por ele mesmo depois de tanto tempo separados fisicamente. Foram 3 dias que me mostraram que se um dia tivéssemos a oportunidade de voltar a ficar juntos iríamos funcionar tão bem que o resto dos problemas passaria a ter uma importância diferente.Foram 3 dias que me mostraram que não me devia ter ido embora há um ano e meio atrás, que se calhar era aquele o meu lugar.
Não ficou uma relação assumida depois disso, continuamos a ser os melhores amigos que podem arranjar uma terceira pessoa com quem construir uma relação a qualquer momento (e eu sei que isto parece estranho). Eu acima de tudo quero que ela seja feliz, e sei que neste momento e pelos próximos tempos não vou estar lá para ele, tal como ele não vai estar cá para mim. Se um dia mais tarde nos voltarmos a encontrar noutras circunstâncias e estivermos os dois sozinhos, pode ser que voltemos a tentar.

E acho que sentia falta de ouvir um "eu amo-te, és a mulher da minha vida" da parte dele, nem que fosse pela última vez.

4 comentários:

Elena disse...

oh que querido :)

Mara disse...

no futuro nunca se sabe (:

Francisca disse...

nunca se sabe se poderás vir a ouvir essas palavras que tanto desejas (:

Amy ☮ disse...

made for each other :)