quarta-feira, 14 de maio de 2014

Como as ideias mudam


Quando há uns anos comecei a pensar naquilo que queria no futuro dizia que teria de ser algo na área da saúde mental. Por causa dos livros que andava a ler ou por causa de alguns filmes talvez, era realmente uma área que me agradava. Depois de entrar em enfermagem continuei com a ideia, um dia havia de me especializar na área da saúde mental.
Hoje, depois de 1 dia intensivo num serviço de psiquiatria já não tenho tanta certeza disso. Não tem nada a ver com aqueles filmes de terror que andam por aí a circular, não há camisas de força, não há surtos psicóticos a toda a hora nem enfermeiros virados a doentes de intramusculares na mão. Mas não é fácil lidar com algumas pessoas, não é fácil reconhecer até onde é que podemos ir, o que podemos abordar e o que abordar. Não é fácil ver pessoas com pouco mais de 20 anos sem qualquer tipo de retaguarda familiar e sem perspetivas de um futuro fora dali. Não é fácil saber que apoio é que temos de dar a cada uma daquelas pessoas.
Não digo que não seja gratificante e ainda espero chegar ao final do estágio a dizer que adorei aquilo, mas já não sei se me vou conseguir imaginar a trabalhar num serviço de psiquiatria quando acabar o curso.

4 comentários:

IceQueen disse...

Psiquiatria não era coisa para mim :s Mas percebo o que queres dizer. Há uns tempos atrás, dizia que não queria enveredar por determinada saída profissional que o meu curso oferece, mas, agora que tenho "contactado" mais com isso, já ando a ponderar essa hipótese. É mesmo fácil mudar de ideias quando já estamos mais por dentro do assunto...

Blackbird disse...

Não deve ser mesmo nada fácil... Percebo o teu fascínio anterior, por causa de filmes e tudo mais também é algo que me fascina mas acredito que seja muito mais dificil do que o que dizem :)

Helena disse...

Isso não seria de todo algo para mim. Deve transbordar de sofrimentos esses corredores :s

Amy ☮ disse...

deve ser preciso mesmo muita força para se trabalhar nessa área :/