sábado, 22 de novembro de 2014

A invasão nas redes sociais


De há uns tempos para cá a minha família (quase) toda decidiu aderir às redes sociais. Passaram de nem saber mexer num computador ou nas funcionalidades mais complexas de um telemóvel a pessoas super ativas. E nada contra, aliás eu fui das que mais os incentivou a isso, não é por serem mais velhos que não têm o direito de usufruir destas coisas mais recentes. 
A minha mãe continua na dela, não quer saber de nada que tenha a ver com estas coisas, mas o meu pai adora.
Primeiro foi o facebook. Deixei de poder andar descansada nos nossos encontros de família porque volta e meia lá está ele a tirar fotos para colocar online. Revisões de fotos? Seleção? Nada disso. Pode tirar 10 fotos praticamente iguais em que ninguém esteja favorecido que vão as 10. O que me salva é que ninguém lhe ensinou a identificar pessoas nas fotos. E depois são os comentários, em (quase) todas as minhas fotos ou publicações. E erros ortográficos que bastem, porque o corretor do facebook não tem razão de existir.
Agora decidiu criar Instragram. Porque eu falei disso com eles ontem ao jantar e o senhor meu pai não sabia o que era isso mas pediu-me para lhe criar um. Ele consegue ser muito persuasivo às vezes, tive de ceder.

Ainda bem que eu nunca lhe falei do blog!

7 comentários:

Jota disse...

Sei qual é a sensação com as fotos ahah

Mara disse...

mas devias ahah eu tento não ter a familia no fb por causa desses comentários x)

JS disse...

Atualmente tenho o Face encerrado, por não achar interesse nenhum naquilo. Mas quando tinha, raramente comentava ou me intrometia nas conversas da minha filha ou da "minha Maria". Nós conversamos em casa, não sentimos necessidade de falar no Face, quando apenas existe uma parede a separar-nos.
É nesses casos que a questão da idade pode ter importância. Nós, os menos jovens, por muito que nos esforcemos por acompanhar a evolução, há sempre coisas que ficam para trás e é aí que temos de apelar ao bom-senso e "sair de mansinho" antes de metermos a pata na poça.
Os nossos filhos podem nem levar a mal, mas é preciso saber parar antes de causarmos situações que podem ser confrangedoras perante amigos e colegas.
Já tive blogs onde toda a família estava ao corrente, mas atualmente prefiro manter o anonimato. Elas sabem que tenho blog, mas não têm o link. Ou então disfarçam muito bem. xD

Amy ☮ disse...

meu deus ahaha o meu pai também tem facebook e sabe qual o meu, já me enviou pedido de amizade, mas eu não aceito xD

r: eu estou há mil anos a ler "a culpa é das estrelas" xD

Lexie disse...

r: só espero que não mude de ideias, porque neste momento, para além do curso de enfermagem só me interesso por enfermagem veterinária! a única coisa que me ocorre para perguntar é se o curso é difícil mas eu sei que é...

Lexie disse...

r: até agora é o curso que mais de identifica comigo :p

P' disse...

Já parece os meus pais. Começaram a criar tudo o que é conta e depois adicionam-me e eu já nem há vontade ando pelas redes. Se um dia me descobrem o blogue estou bem tramada eheh