domingo, 24 de maio de 2015

Página virada.


A minha colega de quarto diz muitas vezes que eu devia ter esperado até Julho, porque quando ele souber que acabei o Erasmus e que já voltei a Portugal repensa a decisão que tomou. 
Mas eu ía estar aqui à espera sabendo que ele está praticamente a viver uma vida de casado com outra pessoa? À espera que não dê certo entre eles para eu poder ter alguma oportunidade de voltar a ser feliz? Com a minha vida em stand-by?
Eu já andava há algum tempo a sair com outra pessoa. Mas no fundo, e como tenho feito sempre, acabava por não dar uma oportunidade a mim mesma de tentar ser feliz com alguém que não fosse o meu ex-namorado. E depois daquela mensagem onde percebi que ele só ía ficar com ela porque era uma relação mais fácil, com uma maior probabilidade de dar certo apesar de não haver ali um sentimento tão grande quanto isso; depois de me ter rebaixado mais uma vez e de lhe ter enviado mais uma mensagem a dizer que estava em Portugal sem ter obtido resposta; decidi que era a hora de deixar isso tudo para trás.
E na semana em que estive em Portugal aproximei-me da pessoa com quem andava a sair. Não vou dizer que já é um sentimento avassalador porque não é. Mas ele faz-me bem, dá-me estabilidade. E quando voltar definitivamente a Portugal não digo que não lhe dê uma oportunidade.

Só espero que quando a relação do meu ex-namorado não dê certo, porque uma relação não dá certo quando uma das pessoas não está ali a 100%, que ele não volte. Porque eu não vou estar aqui.

Sem comentários: