segunda-feira, 23 de novembro de 2015

A Batalha das Batalhas


Eu sou uma fã incondicional de programas caça-talentos. Embora uma grande parte dos vencedores cá em Portugal não consigam carreiras sólidas através deles, a verdade é proporcionam uns bons serões de Domingo à noite durante algum tempo. 
O The Voice é talvez o formato que eu considero mais sério. Não tem os cromos que são usados para subir audiências, mas também não humilham ninguém que lá vá tentar a sua sorte. Eu vejo humanidade ali, vejo sinceridade. Não vejo júris a lutar pelo título de "o mais cruel", mas sim júris dispostos a colaborar com os concorrentes para chegarem ao seu melhor. E não sou propiamente fã do Anselmo ou do Mickael como músicos, mas até eles têm atitudes admiráveis neste programa.
Ontem vi o que considero que tenha sido das melhores actuações deste programa. Podem ver AQUI. Acho que qualquer pessoa que concorra contra a Deolinda fica a perder porque ela tem um timbre e uma capacidade vocal que não deixam muita margem para dúvidas. Mas a voz da Ana também não fica muito atrás. E elas estiveram tão bem juntas que qualquer decisão do Mickael seria injusta. Felizmente houve a intervenção da Marisa. E eu estive quase a deitar uma lágrima com aquele desfecho!

8 comentários:

C A T A R I N A M E N D E S disse...

Também gosto imenso de acompanhar séries de caça talentos !
- sim concordo contigo !

Sofia Ramos disse...

Também quando posso gosto de ver!:)

Catarina disse...

Também gosto de ver :)

Marli Neves disse...

A Deolinda é ridiculamente maravilhosa! Não sei de onde apareceu mas ainda bem que decidiu ir a um programa de talentos.
Da Ana já não posso dizer o mesmo. Pessoalmente não gosto da voz dela, do timbre dela. E achei que a intervenção da Marisa não se deveu ao seu talento mas à sua história, por pena. Ainda assim, espero que ela me mostre que estou realmente errada!

Marli, do My Own Anatomy ✫

FME disse...

O The Voice é o formato que mais gosto. Concordo contigo: há sinceridade e humanidade e mais, profissionalismo. Essa batalha foi realmente espectacular e ainda bem que a Marisa interviu porque a Ana merece sem dúvida a oportunidade e tenho a certeza que irá longe!

Maria do Mundo disse...

Quando calha também vejo, mas não sou espectadora assídua desses programas. Mas quando acontece, gosto de ver.

Good Life disse...

Para mim, O The Voice é um dos melhores programas que já foi produzido em Portugal

Jan disse...

Adoro ver o The Voice!
Concordo que a Deolinda tem uma grande voz e que a Marisa decidiu escolher a Ana.
A atuação que mais gostei foi do Francisco e do Guilherme e achei injusto que o Francisco tenha saído. Apesar de ser jeitoso, canta muito bem! Não sei porque ninguém o salvou.
A que menos gostei foi da Catarina e aquele de chapéu ahah
o pá, ela tem mesmo jeito e um à vontade em palco, mas acho que acabou por exagerar e gritava mais do que cantava.